Amigas Lésbicas No Elevador Se Beijando E Querendo Se Fuder

visualizações

90 seg

Categoria:

Tag: ,

visualizações

90 seg

Categoria:

Tag: ,

Amigas Lésbicas No Elevador Se Beijando E Querendo Se Fuder

Amigas Lésbicas No Elevador Se Beijando E Querendo Se Fuder

Ela foi dormir com umas primas dela. Levamos as putinhas pro hotel;quando estávamos no bem bom,Anderson nos interfona informando que a puta que ele estava estava roubando grana da carteira dele enquanto ele estava no banheiro;ele mandou ela embora e a puta que estava com Ferreira também foi dispensada. Um dia , era uma tarde de domingo, e eu voltava da minha amiga e nos encontramos para descer no prédio e ele me olhou e disse, vamos de escada? E eu sabia das câmeras no elevador e disse vamos e sorri. Nos ajeitamos nessa sala e nos chupamos com vontade e muito tesão, ficou de 4 para que eu pudesse fuder gostoso batendo as bolas na sua bunda por algum tempo, até que deitei no sofá para que ela pudesse me cavalgar com desejo, e enquanto isso ouvíamos um casal do lado de fora da sala pedindo para que abríssemos a porta para que participassem conosco, mas como disse antes, a noite era apenas nossa, e eles ficaram apenas elogiando o corpo dela enquanto subia e descia bem gostoso no meu pau.

Você adorava aquela brincadeira, só pra fingir que estava tentando escapar, mas querendo que eu apertasse cada vez mais forte e naquele puxa, puxa daqui e dali, minhas mãos entraram no meio das suas coxas, eu apertava a sua bucetinha, alisava e acariciava seus seios.

E eu quero ver… EU VOU VER!Continuei erguendo sua camiseta até chegar nas suas costelas. Esse terminou o teste …No primeiro dia na casa, acordei e fui para o café da manhã com meus tios. Vim morar com minha amiga de anos chamada Betina, nós sempre fomos amigas e decidimos vir morar juntas. Para minha surpresa, não eram lésbicas e sim tia e sobrinha que moravam sozinhas. Liberei o gesso e que ela já poderia retomar as passadas, limpei seu pé como quem acaricia a coisa mais delicada que poderia existir, percebia que ela se mexia na maca, se apertava, ficou inquieta, ela percebeu meu carinho e disse, -Ninguém nunca pegou nos meus pés assim. Virou seu rosto pra trás e ficamos nos beijando.